• publicidade

Açúcar de todo tipo boa mesa

Por Funcionarios AWR
In Saúde
abril 14, 2018
0 Comentários
291 Views

Um dos maiores vilões da saúde está presente em diversas versões

O açúcar é visto na atualidade como um dos principais vilões da alimentação saudável. E está presente no que comemos das mais diversas formas e com variadas nomenclaturas (veja abaixo). Por isso, é dentro de casa – e no supermercado – que se deve ficar vigilante para evitar excesso.
“Vivemos em uma sociedade polarizada que precisa achar heróis e vilões em tudo. Quando diz que se pode consumir um certo alimento, não estamos incentivando que as pessoas se empanturrem dele. Quando você diz que pode comer, a responsabilidade do controle passa para a pessoa, o que para ela, acaba sendo mais difícil”, afirma a nutricionista Marcia Daskal.

Fique atento ao tipo de açúcar que aparece nos alimentos que consome

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que a ingestão de açúcar não deve passar de 5% do total de calorias consumidas por dia, o que equivale a 25 gramas.
“A nossa população tem um paladar mais açucarado. A média de consumo de um homem adulto é de 96,3 gramas por dia e de uma mulher é de 90,7 gramas. Ou seja, quase quatro vezes o recomendado” – diz Mariana Catta-Preta, coordenadora do curso de graduação em Nutrição da Unisuam, que cita dados da Pesquisa de Orçamento Familiar (2008) do IBGE.
Por outro lado, pesquisadores vêm estudando, nos últimos anos, a contribuição do xarope com alto teor de frutose e observaram que, quando consumido de forma exagerada, pode gerar consequências negativas à saúde. A frutose está relacionada a rápidas modificações ligadas à síndrome metabólica, a alterações cardiovasculares negativas e até alterações na sinalização de dopamina (o que pode estar ligado ao comer compulsivo).
“Embora a frutose seja o açúcar naturalmente presente nas frutas, não é com elas que precisamos nos preocupar, pois a frutose nas frutas vem empacotada com fibras, vitaminas, minerais e outras substâncias benéficas, como os fitoquímicos. A grande preocupação é com a frutose isolada e com os xaropes”, alerta a nutricionista Marcia Daskal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *