• publicidade

A maioria ocorre dentro de casa

Por Editor
In Corpo
setembro 24, 2021
0 Comentários
93 Views

 QUEIMADURAS

17 - Queimadura 2

Saiba como evitar acidentes de maneira simples e quais são os primeiros socorros

Fuja do perigo. As lesões provocadas por queimaduras costumam ser muito doloridas e bastante graves. De acordo com a Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ), 77% dos acidentes acontecem dentro de casa e a maioria das vítimas (40%) tem até 10 anos.

“Queimadura pode deixar sequelas e cicatrizes para sempre e até matar. Apesar de a medicina ter avançado, muitos os pacientes ainda ficam com limitações, perdem sua função laboral e, as crianças, sofrem bullying na escola”, diz Luiz Philipe Vana, presidente da SBQ.

A pele é dividida em epiderme (parte superficial) e derme (parte de dentro). As queimaduras são classificadas de acordo com a área afetada. Quando a lesão afeta apenas a epiderme (como ficar exposto ao sol em excesso), a queimadura é de primeiro grau. Se afetar parte da derme, é de segundo grau. Quando compromete toda a derme, é de terceiro. Observando as bolhas, é possível identificar a gravidade da lesão. O dermatologista Samuel Mandelbaum, da Sociedade Brasileira de Dermatologia explica a reação da pele ao calor excessivo.

A alta temperatura faz os vasos sanguíneos se dilatarem deixando a pele avermelhada. Quando algo muito quente encosta na pele, ocorre a separação das camadas, formando as bolhas”.

Fazer os primeiros socorros corretamente é fundamental para minimizar as complicações causadas pelas queimaduras. Quando a lesão for causada por fogo ou calor excessivo, deve-se colocar a área do corpo afetada em água corrente por alguns minutos, cobrir o local com um pano limpo e depois procurar um médico.

“Toda queimadura deve ser avaliada, pois mesmo as pequenas podem causar lesões graves. E nada de seguir receitas caseiras, pois alguns produtos podem piorar a lesão”, alerta Luiz.
O tratamento depende da avaliação médica e pode variar de pomadas e curativos a cirurgias.

17 - Queimadura

Texto: Evelin Azevedo – infoglobo  | foto: divulgação

Comentários estão desabilitados