• publicidade

“Ary Toledo 5.3” se apresenta em Salto

Por Funcionarios AWR
In Notícias
setembro 14, 2018
0 Comentários
9 Views

 

Grande humorista do século, Ary Toledo comemora 53 anos de carreira nos palcos em 2018. Para comemorar tal feito, o artista sobe ao palco do Sala Palma de Ouro com seu espetáculo “Ary Toledo 5.3”, em apresentação que acontece no dia 15 de setembro, sábado, às 20h.

Destinada ao público adulto, a atração conta com textos certos aliados a um humor personalíssimo. A montagem vai além das peripécias inspiradas na criançada, trazendo também a sátira da política atual, que é sempre um prato cheio para as piadas hilariantes de Ary.

Além das mais variadas piadas, o show é composto por músicas, monólogos e efeitos especiais. Sobre as piadas com as sogras, o humorista diz que nunca teve problema com elas, uma vez que toda sogra hoje já teve sogra um dia e sabe como é a situação.

Ary relata ainda que a reciprocidade é que faz a comunicação entre humorista e a plateia, e que isso se dá através dos risos e aplausos. Vindo de uma turnê bem-sucedida no Japão, o artista define o humor como o “Açúcar da Vida”, mas lembra que há muito adoçante por aí.

SOBRE ARY TOLEDO

Um dos marcos da carreira de Ary Toledo foi à interpretação da famosa música de Carlos Lyra e Vinícius de Moraes “Pau de Arara”, popularmente conhecida como “Comedor de Giletes”. Alcançou no ano de 1965 a impressionante marca de dois milhões de discos vendidos, façanha esta que naquela época era somente alcançada por artistas como Teixeirinha e Roberto Carlos.

Depois, embalou sucessos como “A criação do Mundo”, segundo Ary Toledo de autoria de Gianfrancesco Guarnieri e Augusto Boal, que ficou em cartaz durante 3 anos, de 1966 a 1969. Em 1970, estreou “Comportamento Sexual do Homem, da Mulher e do Etc”, show escrito por ele e Augusto Boal e que foi apresentado durante quatro anos. Seis anos mais tarde, em 1976, estreou o show “O Tamanduá Come A Formiga e o Elefante Leva a Fama”, de sua autoria e Chico de Assis, ficando em cartaz também por quatro anos. Em 1981 arrisca, pela primeira vez sozinho, como autor do grande sucesso “Pois é”, que subiu aos palcos por 5 anos.

Em 86 estreia “Ary Toledo Com a Corda Toda”, espetáculo de humor até hoje imbatível, tendo alcançado somente no Teatro Zácaro a impressionante marca de 2 milhões de telespectadores. E não é piada, já que milhares de pessoas tentavam comprar ingressos no dia de cada sessão e acabavam voltando pra casa, já estavam esgotados com duas semanas de antecedência.

Esse fenômeno se repetiu no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro, simultaneamente de segunda a quarta-feira e de sexta a domingo em São Paulo. Aos domingos, Ary Toledo ainda arrumava tempo para participar do programa “Show de Calouros” do seu padrinho Silvio Santos. Percorreu ainda as principais cidades de todo o Brasil com lotação esgotada, tendo alcançado um público de quatro milhões nos seis anos que ficou em cartaz, até 1992.

No ano seguinte, Ary Toledo começa um tour pelo Japão com o seu novo espetáculo, naquele momento ainda sem nome. Mas, como o país nipônico é conhecido como o lugar onde se inventa muitas coisas úteis, acontece o imprevisto: Um espectador vai até o camarim após o show e comenta “Você é Uma Fábrica de Risos”. Aquilo soou tão bem que Ary achou melhor batizar a atração com este nome, com o aval do inventor.

Após passagem de um mês pelos Estados Unidos, o humorista retorna ao Brasil e estreia no Teatro da OSPA, em Porto Alegre, agora com o show devidamente batizado como “Fábrica de Risos”. Ficou em cartaz até dezembro de 2003.

Ary Toledo também inaugurou o primeiro serviço de piadas por telefone do Brasil, isto na década de 80. Por proibição do serviço 0900, o projeto saiu do ar em 1995 mesmo com consulta média de 30.000 ligações por dia. Paralelo ao serviço de telefonia, teatro e televisão, Ary editou 20 livros de humor, estimando que já tenha ultrapassado a casa de 2 milhões de livros vendidos.

Ary também foi o primeiro humorista do Brasil a lançar piadas em CD de forma independente, na base do riso explícito: “Ary Toledo Com a Corda Toda”, “Antologia do Sexo”, “Ary Toledo Fábrica de Risos”. O artista deve sair na próxima edição do Guines Bock como o maior colecionador de piadas do mundo com um acervo de 50.000, marca quando houve a solicitação do recorde, hoje já ultrapassa a marca de 65.000 piadas.

“Ary Toledo a Todo Vapor” passa a ser o sétimo espetáculo em comemoração aos 40 anos deste humorista que já é um marco na história de nosso país, pois entre idas e vindas já deve ter percorrido o país no mínimo 20 vezes.

Ficha Técnica

Duração: 90 min

Gênero: Comédia

Classificação etária: 16 anos

Direção de Produção: Eduardo Holmes e Edevaldo Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *